UFSC » Medicina Veterinária - UFSC
Página do curso de Medicina Veterinária do Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina

Nota de Esclarecimento sobre a situação do curso de Medicina Veterinária
Publicado em 29/05/2015 às 17:06

A Coordenação do curso de Medicina Veterinária vem a público manifestar que tomou conhecimento das notícias publicadas pelo jornal local “A Semana”, no dia 29 de maio de 2015, sobre as quais tem as seguintes considerações:

A coordenação do curso de Medicina Veterinária não foi procurada pela equipe do jornal em momento algum.

O curso de Medicina Veterinária não possui Hospital Veterinário (HV) e a previsão mais otimista possível para a sua inauguração é somente para o segundo semestre de 2018, visto que: 1) o projeto não está ainda concluído; 2) o levantamento ambiental para a liberação do início da obra, que demora pelo menos um ano, sequer iniciou o processo; e 3) o tempo de construção leva, também em previsões otimistas, dois anos e meio.

O curso de Medicina Veterinária faz uso do CEDUP desde meados do segundo semestre de 2014. Lá estão em funcionamento alguns laboratórios para aulas práticas que antes eram realizadas no CBS-01 ou na UnC. O CEDUP não se presta para atividades de cunho zooténico.

A Fazenda Experimental Agropecuária tem 24 hectares, sendo metade destes Área de Preservação Permanente. Do restante, pouca área sobra para as múltiplas atividades zootécnicas necessárias ao curso, previstas no Projeto Pedagógico do Curso, e preconizadas pelo Conselho Nacional de Educação (http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/ces012003.pdf).

Os investimentos do Governo Federal no Campus de Curitibanos e no curso de Medicina Veterinária são importantes, porém insuficientes para a consolidação do curso, como muito já repetido por esta coordenação (Ofício 05/2015,  Readequação didático pedagógica, Resposta ao Ministério Público Federal). Esta coordenação vê, ainda, com muita preocupação a voluptuosa soma de recursos financeiros que será necessária para a manutenção de um HV no município de Curitibanos, devido a evidente reduzida casuística. A coordenação do curso acredita ser obrigação de todo e qualquer gestor público usar os recursos públicos de forma racional, de forma a atender o maior benefício possível (Ofício 04/2014).

A coordenação do curso discorda da afirmação de que a Reitoria “não aceita a redução” do HV. Muito pelo contrário, conforme pode ser verificado em ata de reunião de colegiado, linhas 25 a 33, nais quais o coordenador do curso traz ao colegiado trecho de conversa com Pró-reitor de graduação.

Esta coordenação discorda que o sucesso de outros cursos (Agronomia, Engenharia Florestal e Ciências Rurais), demonstre “que a qualidade do ensino não está sendo prejudicada por problemas de estrutura física”. Não se pode, de forma alguma, comparar cursos com atribuições tão distintas e muito menos fazer uma extrapolação nesses termos. Isso seria leviano de nossa parte. Já foi manifestado em diversas outras ocasiões, o quanto esta coordenação acredita ter sido acertada a localização de, por exemplo, o curso de Engenharia Florestal em Curitibanos. Mas isso não significa, de forma alguma, que qualquer outro curso também tenha como ótimo  local de implantação a região de Curitibanos. Imaginemos o desastre em propor um curso de Oceanografia no planalto catarinense. Tanto as deficiências do curso de Medicina Veterinária não podem ser extrapoladas a nenhum outro curso, como as vantagens de outro podem ser usadas como elemento amenizador. Isto posto, considera-se completamente equivocada tal extrapolação.

Esta coordenação enxerga desleixo com os gastos públicos a afirmação do diretor geral em manter as atividades do curso em “Curitibanos, para o conteúdo teórico, e em Florianópolis para a parte prática”. Todos sabem que conteúdo teórico se ministra e se aprende em qualquer local. Se, para que haja a oferta do conteúdo prático, é necessário o deslocamento para Florianópolis, por que manter a “parte teórica” distante da prática?

Enfim, esta coordenação acredita que o aprendizado em Medicina Veterinária seja um processo contínuo, não bastando as atividades didáticas previstas nas tantas disciplinas do curso, sejam elas teóricas ou práticas. Esta coordenação acredita que a UFSC deveria fornecer ao acadêmico um ambiente no qual maior número de  diferentes especialidades veterinárias estivessem ao seu alcance nos horários de intervalos das aulas, para que o estudante pudesse, de fato, sedimentar o conhecimento na(s) área(s) que lhe desperte(m) interesse profissional. Esta é a maior deficiência do curso de Medicina Veterinária da UFSC hoje. Não somente a falta de um HV ou de uma fazenda, mas sim a falta de estruturas no entorno de Curitibanos capazes de absorver nossos estudantes em atividades práticas extracurriculares ao longo do semestre letivo e proporcionar oportunidades a todos os acadêmicos e não à somente um pequeno número. É  esta a razão de ter sido tantas vezes feito menção a Florianópolis nos últimos 12 meses. Fazenda Experimental da Ressacada, TOCE, CCZ, Centro de Triagem de Animais Silvestres, Hospitais Veterinários, Clínicas Veterinárias, e muitas outras oportunidades: todas existem em Florianópolis e estão prontas para servirem e serem servidas pela comunidade acadêmica do curso. A um custo muito reduzido. Façamos a remoção, mesmo que temporária, provisória, para Florianópolis, e assim que tenhamos estrutura suficiente e adequada ao curso em Curitibanos, retornaremos com a força e a qualidade da UFSC, trazendo unicamente benefícios e não prejuízos a uma cidade, e região, acolhedora e tão necessitada de verdadeiro desenvolvimento.

Seleção Bolsista PIBE – Resultado
Publicado em 29/05/2015 às 10:29

Resultado PIBE 2015

Acompanhamento da obra do Laboratório de Anatomia (Cedup)
Publicado em 26/05/2015 às 15:57

Atualização do andamento das obras de adequação do Cedup para o laboratório provisório de anatomia animal.

IMG_20150526_131210362_HDR IMG_20150526_131218788 IMG_20150526_131224614_HDR IMG_20150526_131230882 IMG_20150526_131441878_HDR IMG_20150526_131523406_HDR IMG_20150526_131529280 IMG_20150526_131533161 IMG_20150526_131539664_HDR IMG_20150526_131550751_HDR IMG_20150526_131556825_HDR IMG_20150526_131615706

Data das fotos: 26/05/2015 às 13:00

 

Seleção de bolsista PIBE 2015 para atuar junto a Coordenação do Curso de Medicina Veterinária
Publicado em 14/05/2015 às 10:25

A coordenação do curso de graduação em Medicina Veterinária, vem divulgar o processo seletivo de bolsista no Programa Institucional de Bolsas de Estágio (PIBE) 2015, regido pelo edital nº 14/PROGRAD/2014 (http://portal.estagios.ufsc.br/files/2014/11/Edital-PIBE-2015.pdf).

ATUAÇÃO DO BOLSISTA: Auxiliar as atividades de coordenação do curso de Medicina Veterinária, incluindo as atividades rotineiras e as institucionais de viabilização e consolidação do curso de Medicina Veterinária. Redação de documentos oficiais do curso de Medicina Veterinária. Acompanhamento e auxílio das atividades de viabilização e consolidação do curso de Medicina Veterinária.

VALOR MENSAL DA BOLSA: R$ 496,00, sendo R$ 364,00 (trezentos e sessenta e quatro reais) acrescido do valor do auxílio-transporte que será de R$132,00 (cento e trinta e dois reais), de acordo com o edital nº 14/PROGRAD/2014.

NÚMERO DE VAGAS: 01 (uma)

OPÇÕES DE INSCRIÇÃO: 

  1. Link (preferencialmente): http://goo.gl/kSE122 (até 23:59 de 22/05/2015);
  2. Sala da coordenação de Medicina Veterinária (Prof. Erik Amazonas de Almeida), no prédio CBS-01, Campus Curitibanos (até 17:00 de 22/05/2015).

REQUISITOS MÍNIMOS: estar matriculado e frequentando curso de graduação em Medicina Veterinária, não ter reprovação por frequência insuficiente (FI) e ter Índice Acadêmico Acumulado (IAA) igual ou superior a 6,0 (seis).

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS NO MOMENTO DA INSCRIÇÃO:

  • Histórico escolar da graduação;
  • Uma carta de intenções de, no máximo, uma página A4 (só frente).

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO:

  • Histórico escolar da graduação (30%)
  • Carta de intenções (20%)
  • Entrevista (50%)

DATA E LOCAL DAS ENTREVISTAS: durante a semana de 25 a 29 de maio de 2015, em horário a combinar com cada candidato.

Visita técnica ao Zoológico Municipal de Curitiba
Publicado em 12/05/2015 às 15:40

Os alunos da primeira fase do curso de Medicina Veterinária estão tendo a oportunidade de conhecer, pela primeira vez, in loco, as diferentes áreas de atuação da profissão.

Dia 11 de maio foi a vez de conhecer o trabalho realizado no Zoológico Municipal de Curitiba, acompanhados e guiados pelo Médico Veterinário Marcelo e a Zootecnista Silmara.

No período da tarde, o Médico Veterinário Manoel, em visita guiada ao passeio público de Curitiba, esclareceu diversas dúvidas acerca das aves e répteis ali expostos, da atividade do parque e das peculiaridades da profissão nesse ramo de atividade.

À toda a equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, nosso muito obrigado!

DCIM100GOPROG0011522. DCIM100GOPROG0421579. DCIM100GOPROG0501613. DCIM100GOPROG0681637. DCIM100GOPROG0701639. DCIM100GOPROGOPR1529. DCIM100GOPROGOPR1554. DCIM100GOPROGOPR1589. DCIM100GOPROGOPR1590. DCIM100GOPROGOPR1596. DCIM100GOPROGOPR1607..

 

Anatomia Animal: Esclarecimentos e orientações – aulas práticas em Florianópolis
Publicado em 06/03/2015 às 16:23

Prezados alunos,

É muito provável que já seja do conhecimento de todos a nota publicada pela Direção Acadêmica na página eletrônica do Campus Curitibanos, a respeito das aulas práticas de Anatomia Animal que serão ministradas no Departamento de Morfologia (MOR) do Centro de Ciências Biológicas (CCB) do Campus Trindade, em Florianópolis.

Link para a nota: http://curitibanos.ufsc.br/ufsc-cbs/nota-de-esclarecimento-3

Esclarecemos que, assim como vocês, a coordenação do Curso de Medicina Veterinária e os professores das disciplinas de Anatomia Animal também foram pegos de surpresa pela informação de que teriam de ministrar aulas em Florianópolis, logo na primeira semana letiva de 2015. A Coordenação do Curso não teve qualquer participação ou conhecimento prévio desta decisão, que foi tomada por instâncias superiores da universidade, logo após o anúncio de um novo prazo para a finalização das obras no Laboratório de Anatomia Animal do CEDUP. Tal prazo agora é de 60 dias e, segundo as informações repassadas pela Direção do Campus, ainda há possibilidade de ser prorrogado, de acordo com a empresa responsável pelo sistema de exaustão do laboratório. Assim, frente a este cenário comprometedor também para as aulas práticas das turmas de 2015-1, a Reitoria, Pró-Reitoria de Graduação, Pró-Reitoria de Planejamento e Direção do Campus Curitibanos, em conjunto, interviram frente à chefia do MOR para que nos concedessem duas semanas de aulas em seus laboratórios, já que não se vislumbrava outra alternativa para que as turmas de 2014-2 tivessem o semestre finalizado ainda em 2015-1. Entretanto, pela falta de antecedência de previsões mais precisas nas obras do CEDUP e, consequentemente, pelas providências que tiveram de ser tomadas sem um tempo hábil de programação adequado, somente poderemos utilizar uma semana nas dependências do MOR, o que resolverá por completo apenas o atraso da turma de Anato I. Como a turma de Anato II precisa de mais do que uma semana de reposição de aulas, resolveremos um bimestre do semestre passado agora, nesta semana no MOR, ficando o outro bimestre pendente para reposição futura, dependendo do cumprimento ou não do prazo de finalização das obras no CEDUP. Caso o prazo seja cumprido, as aulas serão repostas em Curitibanos; de outro modo, um planejamento diferente ainda precisará ser estudado, com possibilidades de retorno ao MOR.

Ainda, é preciso mencionar que a maior parte das aulas e atividades rotineiras no MOR, que atende a 11 cursos do Campus Trindade, precisou ser cancela, e de última hora, para que pudéssemos agendar as nossas reposições de aulas práticas. Assim, é preciso que seja reconhecido todo o esforço que este departamento está despendendo para socorrer o nosso curso. Nesse sentido, conto com o entendimento, compreensão e o reconhecimento de todos.

No Moodle já estão disponíveis os cronogramas das aulas e os roteiros das aulas práticas. Também há um mapa do Campus Trindade com a localização do MOR, RU e hotel. Todas as informações sobre RU e deslocamento Cbs-Fpolis já foram repassadas a vocês pela Direção ou secretarias competentes, portanto atenção à sua caixa de e-mails e à página eletrônica do campus.

Sobre as nossas aulas, vocês deverão proceder como procedemos corriqueiramente em Curitibanos. Levem jaleco, material de dissecção, luvas, computadores e livros. As mesmas regras daqui valem para o MOR. Frisando algumas: não é permitido fotografar, filmar ou se alimentar no interior dos laboratórios. Obviamente, também deveremos manter a ordem e a limpeza.

Todos os livros da biblioteca estão a caminho e serão distribuídos a vocês logo na segunda-feira, mediante assinatura individual de um termo de responsabilidade para empréstimo, como se vocês os retirassem na biblioteca de Curitibanos.

Para aqueles que partirão de Curitibanos ou Lages, por favor, não se atrasem e procedam como o combinado para não atrapalhar o bom andamento da programação. No ônibus, comportem-se e mantenham a ordem. Não será permitido o consumo que qualquer bebida alcoólica, sob pena de processo disciplinar.

Certos da atenção de todos,

Desejamos um bom proveito

Coordenação do curso de Medicina Veterinária

Nota da direção acadêmica sobre as disciplinas de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos I e II do semestre letivo 2014-2
Publicado em 06/03/2015 às 10:17

 

Prezados Acadêmicos.

 

Acadêmicos matriculados nas discplinas Anatomia Descritiva dos Animais I e II no ano/semestre de 2014/II. Com os atrasos nas obras de exaustão do Laboratório de Anatomia e como consequência sua não finalização e tendo em vista a necessidade destas disciplinas ocorrerem em sua parte de aulas práticas, a Universidade Federal Santa Catarina – UFSC vem através desta nota informar:

 

  1. As aulas práticas das disciplinas acima citadas serão ministradas de 08/03/2015 a 14/03/2015 no Departamento de Morfologia do CCB (MOR/CCB) CAMPUS FLORIANÓPOLIS;

 

  1. A UFSC disponibilizará 02 ônibus com saída de Curitibanos a Florianópolis às 14:00 h do dia 08/03/2015, domingo, em frente a Prefeitura Municipal de Curitibanos;

 

  1.                A UFSC disponibilizará o retorno através de 02 ônibus com saída de Florianópolis às 14:30 h, do dia 14/03/2015, sábado, no Campus UFSC – Trindade para Curitibanos;
  2. A UFSC disponibilizará para TODOS OS ACADÊMICOS MATRICULADOS NAS DISCIPLINAS JÁ CITADAS A HOSPEDAGEM DURANTE A EXECUÇÃO DESTAS AULAS. Os acadêmicos já estão com reserva no hotel Slavieiro Executive Trindade, local próximo a UFSC;

 

  1. Caso algum acadêmico se desloque de outra localidade ou por outro meio a Florianópolis, a UFSC não se responsabilizará ou custeará tais despesas;

 

  1. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: ou 48 3721-4167 ou diretamente com os docentes das disciplinas ou junto a coordenaçao de curso.

 

Curitibanos, 04 de março de 2015.

 

Prof. Dr. Juliano Gil Nunes Wendt

Diretor Acadêmico

Universidade Federal de Santa Catarina

Portaria 349 de 20 de fevereiro de 2014

Nota da Direção Geral do Campus para o curso de Medicina Veterinária
Publicado em 11/02/2015 às 15:12

Prezados acadêmicos do curso de Medicina Veterinária,

Informamos que no dia 05/01/2015 iniciaram as obras no CEDUP para a adequação dos Laboratórios de Anatomia e Patologia Animal. Desde o inicio das obras foi priorizada a execução do Laboratório de Anatomia. No entanto, apesar de todo o esforço investido, infelizmente o laboratório não estará em condições de ser utilizado a partir do dia 23.02.2013. Para evitar maiores transtornos, em conversa com os coordenadores do Curso e com os Docentes das disciplinas de Anatomia Animal, ficou definido, desde já, que a reposição das aulas de Anatomia Animal I e II não ocorrerá no período de 23/02 a 06/03/2015, conforme previamente agendado. Um novo calendário será construído no início do semestre. Deste modo, todos os alunos de Medicina Veterinária deverão retornar ao Campus Curitibanos no inicio do semestre letivo, no dia 09/03/2015.

Nos colocamos a disposição para esclarecimentos e reforçamos que continuamos empenhados para sanar as dificuldades enfrentadas pelo curso de Medicina Veterinária.

Para quem interessar, estaremos semanalmente postando fotos do andamento das obras no endereço eletrônico http://dfo.proplan.ufsc.br/reforma-para-implantacao-do-cedup-do-campus-de-curitibanos/ .

 

Atenciosamente,

Leocir J. Welter

Diretor Geral Campus Curitibanos.

Nova Grade Curricular – Dúvidas Frequentes
Publicado em 06/02/2015 às 7:58

Em novembro de 2014 foi aprovada uma reformulação da grade curricular do curso de Medicina Veterinária UFSC. Tal reformulação vem ao encontro de uma medicina veterinária mais adequada aos tempos atuais e tem a função de melhorar o curso a cada dia.

Para dirimir algumas dúvidas que, porventura, possam surgir devido à essa reformulação, abaixo segue um pequeno guia:

1. Estatística Experimental: somente acadêmicos ingressantes a partir de 2015.1 (número matrícula iniciando em 151…) terão essa disciplina como obrigatória para a integralização do conteúdo. Todos os demais acadêmicos que ingressaram ANTES de 2015, não são obrigados a cursar a disciplina, podendo cursar como optativa. As disciplinas que possuem Estatística Experimental como pré-requisito sofrerão “quebra automática de pré-requisito” para aqueles alunos com ingresso anterior a 2015.

2. Biologia do parasitismo: foi excluída do currículo obrigatório, passando a ser optativa.

3. Instalações e Ambiência Animal: foi excluída do currículo obrigatório, passando a ser optativa. 

 

OBS: os acadêmicos que encontram-se cursando Anatomia I e Anatomia II, referente ao semestre letivo de 2014.2, cujo conteúdo ainda não foi finalizado devido à falta de condições para aulas práticas motivada pela inexistência de um laboratório adequado de Anatomia terão, em caráter estritamente excepcional, “quebra automática de pré-requisitos” para as disciplinas subsequentes que exijam  tais disciplinas como requisitos para a sua realização. Tal procedimento será feito única e exclusivamente nesse semestre letivo, única e exclusivamente para os acadêmicos que encontrem-se na situação acima citada.

Acadêmicos e professores da Medicina Veterinária realizam mutirão de castração em cães
Publicado em 19/12/2014 às 9:04

O curso de Medicina Veterinária, por meio dos professores de Cirurgia e de Anestesiologia Veterinária, acadêmicos do curso e Médicos Veterinários do Centro de Controle de Zoonoses do Município de Florianópolis está realizando um mutirão de castração de cães na capital do estado.

 

 

 

IMG-20141217-WA0005

A ação serve como um piloto para o projeto de castração de animais de companhia (cães e gatos machos e fêmeas) a ser iniciado a partir do semestre que vem no Centro de Pesquisa e Ensino Médico (CEPEME), Campus da Trindade, Florianópolis. O local foi escolhido por atender totalmente às necessidades de rotina clínico-hospitalar da Medicina Veterinária e possuir um excelente bloco cirúrgico em desuso. Além dessa extraordinária estrutura física, o programa conta com o imenso apoio da Prefeitura de Florianópolis através da Secretaria de Saúde e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e departamento de Bem Estar Animal (BEA), que contam com uma fila de espera de mais de 9 mil animais,  aumentando diariamente.

A parceria vem sendo discutida e lapidada desde meados de junho e foi finalmente posta em prática na terça-feira, 16 de dezembro de 2014. Os acadêmicos estão tendo, pela primeira vez no curso, a oportunidade de acompanhar procedimentos cirúrgicos e anestésicos em animais, dentro do ambiente universitário, situação fundamental para um mínimo de ensino de qualidade.
“Pela primeira vez tivemos a oportunidade de presenciar cirurgias de castração (macho e fêmea) e remoção de tumor de um cão, dentro da UFSC/CCZ, e com isso tivemos a oportunidade de ajudar nos procedimentos desde a sedação até a sutura dos animais. Para muitos esse foi o primeiro contato com o ambiente cirúrgico e, levando em conta que já estamos começando a 6ª fase do curso, esse contato se torna fundamental para nossa formação acadêmica de qualidade. Agradeço a todos os organizadores dessa ideia! Espero que este seja um dos primeiros passos de uma grande parceria entre UFSC e o CCZ de Florianópolis” relata a acadêmica da primeira turma, Lúvia de Sá.

Em nome do Curso de Medicina Veterinária, dos seus acadêmicos e das inúmeras famílias beneficiadas, agradecemos o apoio de todos os envolvidos, especialmente os responsáveis pelo CEPEME/UFSC, Centro de Ciências da Saúde, departamento de Bem Estar Animal, Centro de Controle de Zoonoses e Secretaria Municipal de Florianópolis, cujas equipes demonstraram apoio imediato e grande interesse em contribuir para que a parceria desse tão certo! Esperamos contar com a boa vontade institucional para darmos continuidade rotineira e diária a essa parceria a fim de fazer o curso de Medicina Veterinária despontar como de fato merece, respeitando os animais, os tratando em prol do fomento à Saúde Única e beneficiando a toda a população catarinense e brasileira.

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 16 de junho 2015 - 11:51:39
SeTIC
Páginas UFSC